Arquivo da categoria: Gestão Financeira

Matemática Financeira

A matemática financeira surgiu quando o homem percebeu que existia uma diferença do seu dinheiro hoje e ao longo do tempo.

Esta relação entre dinheiro e tempo começou assim que a civilização passou de agricultura de subsistência para a troca de mercadoria como moeda de troca e posteriormente com o ouro como moeda geral.

Quando o ouro se tornou a principal moeda de troca, o governo como instituição controladora instituiu assim a casa da moeda, onde moedas de ouro eram cunhadas com a finalidade do governo de controlar o ouro que possuía em suas terras.

Com o passar do tempo não havia ouro suficiente para cunhar moedas, então foi criado os papeis que representavam a quantidade de ouro que o proprietário daquele papel tinha por direito e esses papeis eram trocados por mercadorias, surgindo assim o papel moeda.

Como a relação de troca de moedas por produtos variava conforme o valor momentâneo do produto de acordo com safra, a exclusividade, o momento, o tempo e outros fatores, o acumulo de capital também variava com o tempo e percebia-se a desvalorização monetária, surgindo assim os juros ou a matemática financeira.

A matemática financeira atual trata basicamente da relação entre dinheiro  e tempo, ou seja, o dinheiro de hoje tem valor diferente do dinheiro de amanhã. Para tanto, a matemática financeira tem o objetivo de analisar fluxo de dinheiro com entradas e saídas em datas distintas, mais conhecido como fluxo de caixa.

O fluxo de caixa nada mais é que um controle de entradas e saídas de dinheiro em um determinado momento. Quando possuímos o fluxo de caixa a matemática financeira entra como ferramenta de análise que permite a tomada de decisões.

No nosso dia a dia encontramos a matemática financeira nos financiamentos de carros e casas, nos empréstimos bancários, nas aplicações monetárias, investimentos na bolsa, cartões de crédito, cheques especiais, crediários e muitos outros exemplos que envolvam dinheiro no decorrer do tempo.

 

Acesse também www.leonardoaguiar.com.br

Anúncios

Microeconomia e Macroeconomia

A teoria econômica pode ser dividida em duas partes: microeconomia e macroeconomia. A primeira estuda o comportamento dos consumidores e das empresas em seus mercados, as razões que levam os consumidores a comprar mais, ou menos, de um determinado produto e a pagar mais, ou menos, por ele. Estuda também os motivos que levam uma empresa a produzir maior ou menor quantidade de uma mercadoria e de que forma seus preços são determinados. Finalmente, considera os tipos de mercado nos quais as empresas e consumidores atuam.

Já a macroeconomia analisa as conseqüências globais dessas ações. Preocupa-se com o conjunto de decisões de todos os agente econômicos, que se refletirão em maior ou menor produção e nível de emprego. Inflação, taxa de juros, taxa de câmbio, nível de emprego global, crescimento econômico são objetos de análise macroeconômica. A macroeconomia estuda também as decisões tomadas pelo fundador da política econômica do país.

Acesse também www.leonardoaguiar.com.br